23/12/2019 às 10:59:49

Tradições de Natal

As celebrações e confraternizações durante o inverno já eram realizadas bem antes da Festa de Natal ser comemorada no dia 25 de dezembro. Essas celebrações tiveram origem na Europa para comemorar o fim do inverno. As tradições natalinas passam de geração para geração e ainda mantêm a essência de seus símbolos. Essas tradições de Natal conservam a chama do espírito natalino nas pessoas.

Tradições de Natal

Ceia de Natal 

Desde a antiguidade, os europeus tinham o costume de deixar suas portas abertas no mês de dezembro para receber viajantes. Eles ceavam com a família e dormiam para partir no dia seguinte de manhã. Esse costume tornou-se a ceia de Natal: um jantar que reúne amigos e familiares na mesma mesa. No Brasil, é costume servir o famoso e delicioso peru acompanhado de frutas tropicais. 

Papai Noel 

O mito do Papai Noel foi baseado na história de São Nicolau, um bispo de Mira que viveu por volta de 300 d.C. Ele era famoso por distribuir presentes às crianças carentes e de ajudar financeiramente as pessoas pobres. Ele costumava deixar um saco de moedas na chaminé das moradias de quem precisava de dinheiro. Por isso falamos que o Papai Noel desce pela chaminé com um saco de presentes. 

Árvore de Natal 

A árvore como enfeite natalino começou a virar tradição na idade Média no ano de 1530. Dizem que Martinho Lutero andava por uma floresta onde havia muitos pinheiros, ele olhou para o céu e viu diversas estrelas. Ele então resolveu levar um pinheiro para a casa e colocar uma estrela no topo dela para simbolizar a sua visão da estrela que guiou os três magos até Jesus. 

Presépio

A tradição conta que o presépio foi criado por São Francisco de Assis. Ele criou um presépio (do latim praesepium que significa estábulo) e recriou o nascimento de Jesus com atores e animais de verdade. Esse cenário serviu para uma missa de Natal. O presépio ganhou a admiração dos fiéis e em pouco tempo toda a família fazia o seu presépio em casa. 

Coroa de Natal 

Caracterizada por ser feita de galhos verdes entrelaçados com cipreste, a coroa de Natal era usada pelos romanos antigos. Eles a colocavam na porta de suas casas como sinal de saúde para seus moradores. Hoje a coroa é decorada com  4 velas, cada uma para representar um domingo do advento. A cada domingo que se passa, uma vela é acesa. 

A Estrela de Belém

 Ela é colocada no alto da árvore natalina para representar a estrela que levou os três magos até o local de nascimento de Jesus. Ela possui quatro pontas que representam os pontos cardeais e possui uma cauda luminosa que lembra uma estrela cadente. 

Os Três Reis Magos 

A devoção aos três reis magos começou na idade média. Eles são mencionados no Evangelho de São Mateus. Cada um trouxe um presente diferente para Jesus: Belchior trouxe ouro, presente concedido aos reis; Gaspar trouxe incenso, presente concedido aos sacerdotes; Baltazar trouxe mirra, presente concedido aos profetas. Desse modo, os magos reconheciam a realeza de Jesus, sua divindade e sua imortalidade. 

Poinsétia ou Flor de Natal 

Ela é comum no hemisfério norte por nascer no solstício de inverno nos meses de novembro e dezembro. A Poinsétia é vermelha e tem origem no México. A poinsétia é associada ao natal devido a uma lenda mexicana que conta a história de uma menina pobre a caminho da missa de 25 de dezembro. Ela estava triste por não ter nenhum presente para oferecer a Jesus. E no caminho ela foi pegando ramos secos de plantas. Quando ela chegou à igreja chorou por ver a pobreza do seu presente. Com as lágrimas da menina, aqueles ramos secos se transformaram em lindas plantas vermelhas e brilhantes. 

O Azevinho

É um arbusto de folhas firmes cujos ramos verdes possuem espinhos afiados que contrastam com as bagas. Ele é usado como enfeite natalino devido a sua utilização pelos povos antigos para afastar espíritos malignos. O azevinho representa o amor e também a esperança. Geralmente é colocado nas portas das casas para dar proteção. 

O Postal de Natal 

O costume de mandar cartões com mensagens natalinas para amigos e familiares começou com Sir Henry Cole, um inglês muito rico que escrevia diversas cartas para seus entes na época de natal. Como tinha pouco tempo para escrever as cartas, ele teve a ideia de criar um cartão postal com uma mensagem natalina e uma foto ilustrativa de uma ceia de Natal em família. 

 

Conhecer as tradições de Natal é importante para que possamos compreender o real valor de seus simbolismos e de sua história. Assim poderemos manter essas tradições vivas por muitos e muitos anos. Porém a maior importância do Natal não está baseada em suas tradições e símbolos, mas sim na união familiar e na prática dos bons costumes com os próximos.